15 de jul de 2011

Símbolo atemporal: MATRIOSHKAS


Algumas figuras típicas ultrapassam as fronteiras de suas origens e assumem uma identidade sem limites de tempo e espaço. Estas simpáticas bonequinhas - conhecidas como Matrioskas ou Mamuskas - tem origem russa e histórias contam múltiplos significados. Mas independente disto tudo, as matrioskas são tão populares que as vemos não somente em forma de bonecas de madeira, mas em diversas versões, como em acessórios de moda, decoração, design e também na área têxtil. Infindáveis as possibilidades de aplicações, maiores ainda as de criação a partir deste símbolo tão simpático e repleto de cores!
matrioshkas, mamushkas, babushkas...
 
 
Maquiagem também! site romanticatoda
Boneca cheirosa! site Empório Body Store
Hora do chá! site cachos e encaixos
Dois símbolos em um só produto! Smirnoff Black
Tecidos estampados: site Fernando Maluhy

Um conto da Matrioska
Esta belíssima boneca russa encanta pelo seu colorido e pela bela história. Esta versão contém 5 Matrioskas, uma dentro da outra. São originalmente russas, pintadas a mão e em madeira.
A palavra Matrioska é um diminutivo de Matryona, nome feminino muito usado. A boneca simboliza a família. A lenda da Matrioska conta que, uma vez, um senhor que esculpia e vendia bonecas fez uma tão bonita, que não quis vendê-la. Levou para a casa, colocou no criado mudo e deu o nome a ela de Matrioska.
Todas as noites, antes de dormir, ele perguntava à boneca se ela estava feliz. Até que, certa vez, a Matrioska pediu um bebê. Então, o senhor esculpiu uma boneca menor chamada Trioshka, serrou a Matrioska e colocou o bebê dentro dela.
Logo na noite seguinte, a Trioshka também pediu um bebê. E lá se foi o senhor. Fez uma boneca e colocou dentro da Trioshka. Dessa vez, a bebê se chamava Oshka. Assim, seguindo o caminho das outras, na noite seguinte, Oshka pediu um bebê.
Novamente, o senhor produziu mais um. Pensando que isso não iria acabar mais, o senhor fez o bebê, desenhou rapidamente um bigode nele e o chamou de Ka, garantindo que seria homem e não iria pedir outro bebê.

Um comentário:

Sem Título disse...

Sempre informativo teu Blog Letícia. Muito bom.