22 de dez de 2009

12 de dez de 2009

Divulgação: jornal Diário Popular, 09/12/09


Texto da Mostra SIGAM - Todos os dons de Pandora:

escrito pela professoras (IAD/UFPel), Larissa Patron Chaves e Ursula Rosa da Silva



Exposição II SIGAM – Seminário Internacional de Gênero, Arte e Memória


Os artistas contemporâneos demonstram que a criatividade e a capacidade de inovação do homem ainda não dá sinais de esgotamento. A capacidade de abstração, reconfiguração plástica, metafórica e conceitual do ser humano, em especial dos artistas, permite a arte manter-se viva, mutante e ainda surpreendente.
  Privilegiados, os artistas de nossos dias tem um cardápio a disposição que permite pinçar todo o conhecimento já produzido em arte e nos conhecimentos gerais, para então destacar o "olhar" que julguem importantes, e então trabalhar conforme as metas que definiram para nortear a sua produção. Além de uma liberdade que não limita as criações a subordinação de técnicas e linguagens artísticas e suas especificidades, o artista contemporâneo que pode trabalhar tanto em linguagens tradicionais como a pintura e a escultura, ou híbridos, que podem gerar casamentos quase insólitos de linguagens e veículos tradicionais, contemporâneos, efeitos físicos e temporais, e interatividade por parte do público. O interessante é notar que hoje em dia o artista tem em mãos uma espécie de "memória cultural" a sua disposição, que permite brincar com uma tradição da arte, representada nos seus museus e sua história, e com isso configura seus trabalhos como se fossem blocos para montar, cada um deles com resquícios de alguma produção realizada.
Concomitante a essas questões, a arte na atualidade está ancorada muito mais em dúvidas do que em certezas, levantando hipótese e antíteses em vez de confirmar teses. A sua ancoragem nas diferenças e nas diversidades estão presentes nas temáticas abordadas pelos artistas, os quais muitas vezes recorrem a questões da memória. Enquanto o artista do século XIX passeava pela natureza em busca de inspiração, o artista contemporâneo passeia pela história da arte, no que se refere as diferentes citações e apropriações utilizada nas obras. Ainda, na nossa sociedade emergem conhecimentos que apontam para a revisão de competências sociais e epistemológicas para que cada um seja construtivo de sua individualidade e que ao se conhecer, se reconheça nos outros e nas coisas que o cercam.
A compreensão do trabalho de artistas contemporâneos perpassa por algumas questões epistemológicas fundamentais, como por exemplo, a mudança da produção para a reprodução em obras de arte, já afirmadas na superação da linguagem modernista nas obras. A mudança da produção para a reprodução na arte faz alusão também as próprias experiências do artista, enquanto ser social, no mundo contemporâneo. De uma forma geral, nossa realidade de mundo é mediada, e o mundo real sobre o qual as nossas representações artísticas e culturais estavam assentadas foi arrancado de nossos pés.
Nessa perspectiva, a obra de arte na contemporaneidade surge como texto. O que é trabalhado já não mais pretende ser o real, mas uma espécie de tradução desse real, a forma como o artista o compreende e o dá a compreender. A reprodução menciona à apropriação como forma de concepção da obra, pois o artista trazendo uma referência do passado, e de suas memórias, por exemplo, renova as próprias noções de autenticidade e de autoridade.
O trabalho das artistas propõe olhar o corpo de diversas formas, seja pelo olhar feminino, seja o feminino que apresenta o masculino e/ou as feminilidades, ou antes, refletindo o interior e o exterior humanos sem rosto, sem sexo definido, mas pelo simples modo de estar no mundo. Riscar, rasgar, mostrar o mundo por estes olhares e, ao mesmo tempo, desvelar uma interioridade própria a cada artista é o desafio nesta mostra.


Cartaz "Todos os dons de Pandora" - Mostra SIGAM


24 de nov de 2009

Exposição Coletiva no Atelier Plano B: "Arte em quadrado"

http://www.atelierplanob.com.br/wordpress/index.php/iii-convocatoria-de-arte/



CRONOGRAMA
Quando: de 28 de setembro a 11 de dezembro de 2009.
Inscrição: de 28 de setembro a 6 de novembro de 2009*mudou para dia 24 de novembro

Exposição: de 19 de novembro a 11 de dezembro de 2009. ** adiada!

Onde: Atelier de Arte Plano B
*/** as mudanças são por causa de problemas no prédio do Atelier Plano B.


A III Convocatória de Arte tem por objetivo, congregar tanto artistas quanto pessoas que de algum modo tenham alguma ligação com a arte, promovendo dessa forma a aproximação da comunidade em geral com o universo artístico, e oportunizando também aqueles que iniciam suas carreiras.
Como resultado dessa proposta organiza-se  uma grande exposição em que temos nomes reconhecidos e respeitados no cenário artístico, até alunos de escolas de 1º e 2º graus, cujos professores foram responsáveis pela organização e execução desses trabalhos. Dessa forma trazemos para dentro de nosso atelier um grande quantidade de pessoas por intermédio da visitação da exposição, que aproximam-se da arte através do envolvimento direto, ao mesmo tempo em que cria-se uma grande interação entre artistas das mais diversas procedências, tanto em relação as suas formações quanto de regiões do Estado e do Brasil.

II SIGAM, Mostra de arte: Todos os dons de Pandora


Convite para a mostra de arte "Todos os dons de Pandora"
com as artistas visuais, Flavya Pereira, Helena Badia, Letícia Costa Gomes e Paloma de Leon, no II SIGAM - Simpósio Internacional sobre Gênero, Arte e Memória.

17 de out de 2009

Convite Mostra Arte no porto III e Eles estão chegando II - Pelotas/RS/Brasil

Arte no Porto III /// Eles Estão Chegando II - Mostra de Arte

Abertura: 23 de outubro de 2009, 19h
Local: Antiga COTADA /// Rua Benjamin Constant, 989, e
ntrada Prç. Domingos Rodrigues
Visitação: 24 a 31 de outubro de 2009, das 10h as 18h



Arte no porto III
Adriane Hernandez, Alexandre Lettnin, Ana Clara Holz, Angela Pohlmann, Alice Monsell, Camila Lima Barreto, Carolina Rochefort, Chico Machado, Claudio Maciel, Daniel Acosta, Duda Gonçalves, Edilaine Dutra, Fernando Igansi, Francis Silva, Guilherme Dable, Helene Sacco, Inácio Schmidt Costa, Isabel Maria Regis do Amaral, James Zortéa, João Genaro, José Dagoberto Soares Araújo, Kelly Wendt, Kelly Xavier, Lauer Santos, Letícia Costa Gomes, Lilian Maus, Marcelo Solá, Marina Guedes, Mário Schuster, Paulo Damé, Pauline Ferreira Treicha, Pellegrin, Renata Corrêa Job, Ricardo Garlet, Ricardo Perufo Mello, Roberta Irizaga Dachery, Rogério Marques, Roger Fraga Coutinho, Stela Castilho Terra, Tatiane Kuhn, Thais Amarante, Thiele Cavada Caldas, Tina Hamm, Túlio Pinto, Vivian Herzog, Zeca Nogueira



Eles estão chegando II

Adrian Nornberg, Alice Porto, Ana Maria Batista, Angela Farina, Bianca Dornelles, Carine Castro, Carla Rosane, Carolina Carpena, Érika Romaniuk, Iná Grabin, Geovani Aldrighi, Helena Dias, Helena Badia, Leonardo Alves, Leonardo Bourscheid, Leonardo Caimes, Leonardo Furtado, Letícia Prado, Morgana Ávila, Margareth Beckmann, Max Cirne, Povo, Renata Tubino, Rita Costa, Rodasol, Sabrina Härter, Simone Petrucci, Thiago Reis


Abertura Coral da UFPel

Núcleo de Teatro da UFPel

NuMC Núcleo de Música Contemporânea

MATRAVISGOSO coletivo sonoro

Concepção e coordenação Prof. Dr. José Luiz de Pellegrin
Fotografias e Design Gráfico de Pellegrin e Fernando Igansi

Projetos do Instituto de Artes e Design

Promoção PREC/DART Universidade Federal de Pelotas

Apoio Reitor Antonio Cesar Gonçalves Borges

obra e matriz

gravura/estamparia com carimbo


matriz/carimbo


















Convite


23 de fev de 2009

Mostra Individual no "João Gilberto"

Minha primeira exposição do ano!
Abertura quarta-feira, dia 04 de março à partir das 20h.

A artista visual Letícia Costa Gomes, a partir de 04 de março até 07 de abril de 2009, expõe suas obras no Espaço João Gilberto bar e champanharia (Gonçalves Chaves, 430 - Pelotas/RS).


10TH INTERNATIONAL MINIART EXCHANGE, MEXICO

del 25 de marzo al 23 de abril del 2009, en el Centro Cultural Acasolo de la Escuela de arquitectura de la Universidad Autónima de Nuevo León-Monterrey, NL, México.
Coordinador local: Guadalupe Victoria Reyes