23 de mar de 2007

Exposição Mello da Costa


Turma da pós-patrimônio na vernissage que aconteceu na Secult em setembro de 2006. Curadoria minha!
Texto exposição Mello da Costa

Mello da Costa – Carlos - como era chamado pelos amigos e pela família fora – sem sombra de dúvida – um artista ímpar na história da cidade de Pelotas.
As qualidades artísticas de Mello da Costa têm raízes em sua infância, tendo ele iniciado na arte precocemente: quando percebeu uma parede de sua casa recém pintada, aos aproximadamente 3 anos de idade e não teve dúvida, pegou um batom de sua mãe e desenhou um grande e vermelho galo, para surpresa de todos. Noutra ocasião, ainda nesta faixa de idade, apanhou novamente o “instrumento” e desenhou no espelho do quarto de seus pais uma pomba. E assim o pintor foi aflorando seu talento que só fez durante sua história crescer e amadurecer.
A primazia de suas obras transmite algo singular, encanta pela suavidade da pincelada e pela vivacidade de suas cores.
Minucioso, perfeccionista, exigente de seu trabalho, sempre buscava ser e fazer melhor. A cada novo trabalho (de uma vasta produção) uma nova obra de beleza única.
Aqueles que tiveram a oportunidade de conhecer e conviver com o artista sabem de sua personalidade forte, e são unânimes em afirmar sobre a fibra e o caráter deste homem de poucas palavras e muita arte.
Esta exposição - um compêndio que almeja apresentar um resumo da vida do artista, vislumbrando um pouco de sua história pela sua arte - apresenta pinturas de naturezas-mortas e nus, duas modalidades que ajudam a sintetizar sua marcante trajetória.

Letícia Costa Gomes – Artista Visual, pesquisadora, bacharel em Gravura (IAD/UFPel), acadêmica do curso de Licenciatura em Artes visuais (IAD/UFPel), pós-graduanda em Artes, especialização em Patrimônio Cultural (IAD/UFPel).

Nenhum comentário: